2 de jul de 2010

Eles são e serão o maior parceiro comercial de diferentes países.


Especialistas ensinam a fazer negócio com chineses

Conhecer a cultura do país é essencial para os estrangeiros.
Vídeo mostra como se comportar em determinadas situações.

Anay CuryDo G1, em São Paulo
  Antes de fazer uma viagem de negócios ao exterior, o empresário interessado em internacionalizar suas transações deve se preparar antes,  principalmente se o país for a China. Demonstração de interesse e de respeito pela cultura dos chineses é praticamente sinônimo de bons negócios, na avaliação de especialistas.  
Por se tratar de uma cultura diferente da brasileira em muitos aspectos,  é preciso planejamento antes de embarcar para negociar na China, segundo a consultora Suzana Bandeira, da BG Corporativa Cultural, que lida com o mercado chinês há 15 anos.
" A China é muito diferente. Não considerar essa diferença ou subestimá-la pode colocar em risco uma potencial transação comercial. Seja qual for o ponto de contato entre as empresas brasileiras e chinesas, uma coisa é certa: capital, boa qualidade de produto ou serviço, experiência com outros países, não garantem o sucesso de seu empreendimento na China", disse.
De acordo com a especialista, não há regras definidas que devam ser seguidas - "o visitante é quem tem de saber até onde pode ir"- , mas algumas dicas podem ser úteis.
O que fazer
Aprender algumas palavras ou preparar cartões de visita em mandarim, por exemplo, costumam causar boa impressão. Se quiser ir mais preparado ainda, a consultora orienta que o empresário leve algum presente típico do seu país. "Costumo levar mel, pedras ou CDs com sons de passáros da Amazônia. Eles gostam muito", disse.
Se a conversa tomar um rumo aparentemente pessoal, o visitante não deve estranhar. É comum o empresário chinês querer saber se o parceiro é casado e tem filhos, por exemplo.
"O relacionamento, a amizade têm muita importância para os chineses", disse o professor Li Xiangkun, diretor chinês do Instituto Confúcio na Universidade Estadual Paulista (Unesp).
O instituto Confúcio realiza em São Paulo o curso "A Cultura de Negócios na China", nos próximos dias 24 e 30 de junho e 1º de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário