28 de jun de 2011

Aproximando a família do ambiente de trabalho

Visita dos filhos à empresa é positiva para os profissionais e crianças

Para as crianças, a ação é benéfica porque elas passam a entender por qual motivo os pais ficam tantas horas fora de casa

Para aproximar a família do ambiente de trabalho, algumas empresas estabelecem uns dias do ano para que seus profissionais possam levar seus filhos e esposa/marido à empresa.

Para a professora de Recursos Humanos da Veris Faculdades, Mariangela da Costa Pettinari Penna Maglioni, a medida beneficia tantos os profissionais e sua família, quanto a empresa.

Segundo a especialista, para as crianças a ação é benéfica porque o filho passa a entender por qual motivo os pais ficam tantas horas fora de casa. “Para as crianças traz um conforto maior, porque para elas, a sensação é de perda quando os pais saem para trabalhar”.

Para os profissionais, ações como estas miniminizam a “culpa” que muitas pessoas têm por ficar cerca de 8 a 10 horas longe dos filhos. Com os funcionários menos preocupados, as empresas acabam diretamente se beneficiando, já que a estas pessoas ficam mais motivadas.

Além disso, ela acrescenta que como geralmente são preparadas diversas atividades e até mesmo gincanas, há um aumento na integração da equipe. “A tendência é que mais empresas se adequem a este tipo de ação, pois o benefício é positivo para todos”.

Legitimidade

Já para o sócio-diretor da consultoria de gestão Muttare,Tatsumi Roberto Ebina, a medida só é válida se houver uma preocupação verdadeira da empresa em relação ao funcionário.

“Nada adianta medidas como estas, se quando o profissional chega em casa, ele está infeliz e falando mal do chefe. A ação não pode ser um endomarketing porque a empresa percebe que os funcionários não estão bem. A medida têm de ter legitimidade”, diz.

Para ele, não é necessário que tenha um dia específico para que as crianças acompanhem seus pais no trabalho. De acordo com Ebina, o profissional pode levar o seu filho no que dia em que ele achar necessário, assim será prazeroso e não uma obrigação imposta pela empresa. “Não pode ser programado, tem de ser espontâneo. Além disso, a vontade têm de surgir dos próprios profissionais e não do RH [Recursos Humanos]”.

Valor do trabalho

O especialista acrescenta que uma das principais vantagens de levar o filho ao local de trabalho é que a criança aprende sobre o significado do trabalho. O pequeno visitante também passa a entender o orgulho que o pai tem de fazer parte daquela organização.

Siga os posts do Administradores no Twitter: @admnews.

27/06/2011 | 17h36min

Nenhum comentário:

Postar um comentário