14 de jul de 2010

As empresas buscam novos profissionais, mas querem permanecer com os antigos. Saber conciliar isso é muito enriquecedor para a empresa.

Novo na empresa? Saiba como lidar com os veteranos

Recém-contratados devem lembrar que os veteranos são mais confiáveis para os chefes e que eles podem dar muitas dicas sobre a empresa

Para alguns profissionais, mudar de emprego gera uma certa insegurança. São dúvidas em relação às atividades que serão desempenhas, à cultura da empresa, além da relação que será estabelecida com o líder e com os colegas de trabalho.

De acordo com o consultor de Coaching da Ricardo Xavier Recursos Humanos, Jonas Tokarski, o profissional recém-contratado deve passar credibilidade ao mais antigo, já que ele tem mais conhecimento do assunto e da cultura da empresa.

“Quem está chegando deve dar crédito para quem está há mais tempo na empresa. O profissional mais antigo tem muitas dicas. Além disso, ele conhece o funcionamento da empresa”, afirma. Os novos na empresa devem lembrar também que os veteranos são mais confiáveis para o chefe.

Conflitos

Tokarski explica que é comum acontecerem conflitos nas empresas entre os profissionais mais novos e os veteranos. Segundo o especialista, geralmente, as pessoas mais antigas da casa são mais acomodadas, enquanto os novos chegam com muitas ideias.

Por causa disso, os veteranos podem enxergar os novos contratados como uma ameaça, acreditando que eles podem perder o emprego caso a pessoa se destaque.

“As empresas buscam novos profissionais, mas querem permanecer com os antigos. Saber conciliar isso é muito enriquecedor para a empresa”, declara Tokarski.

Nesta situação, o líder exerce um papel fundamental para lidar com os dois pontos de vista. A maneira mais indicada para amenizar os conflitos é por meio do diálogo.

O gestor também deve incentivar a troca de informações e conhecimento entre esses profissionais. Uma dica é realizar reuniões ou seminários com essa finalidade.

Karla Santana Mamona | 14/7/2010 | 00h07min


Nenhum comentário:

Postar um comentário