30 de jun de 2010

O quanto você evoluiu? Se sente motivado? Quais os resultados na função que ocupa hoje?

FAÇA UM BALANÇO DE SUA CARREIRA


Periodicamente, a maioria das empresas fecha seus balanços. O balanço nada mais é que um relatório que mostra o desempenho e os resultados da empresa durante o exercício. Tem a finalidade de mostrar aos acionistas e executivos se tudo está indo bem, conforme os planos, e serve também para realinhar o planejamento estratégico, se necessário.

Os executivos também devem fazer o seu balanço profissional periodicamente. Ele permitirá uma avaliação do seu desempenho e dos resultados que foram obtidos na carreira no período. A partir dele, o profissional atento e efetivamente preocupado com sua própria evolução toma decisões. Essas poderão significar manutenção da rota ou mudança, parcial ou total.

A equipe da Ricardo Xavier Recursos Humanos, pautado nos 34 anos de experiência em contato com o mercado elaborou um teste com 10 questões que o fará refletir sobre sua carreira e fornecerá indicadores para as suas decisões.

1. Evolução intelectual - Conhecimento é poder. Ter qualificação intelectual maior para as funções que se desempenha é um trunfo dos mais fortes. A qualificação intelectual é aquisição não só de conhecimento técnico, mas também a sabedoria que se aplica ao entendimento do comportamento humano, dos processos organizacionais, das práticas e caminhos que levam à maior eficiência. No que diz respeito à sua evolução intelectual, você diria que, em 2009:
 a. Teve uma evolução excelente.
 b. Teve uma evolução boa.
 c. Teve uma evolução razoável.
 d. Teve uma evolução medíocre (ou regrediu).

2. Amadurecimento emocional - Suas emoções têm um forte impacto sobre seu desempenho e também sobre sua evolução na carreira. Evoluir emocionalmente é controlar mais eficazmente emoções improdutivas (impetuosidade, ira, pessimismo, inveja, etc.) e desenvolver as produtivas (afetividade, otimismo, alegria). No último ano, pode-se dizer que você:

 a. Teve um excelente crescimento emocional.
 b. Teve um bom crescimento emocional.
 c. Teve um crescimento emocional razoável.
 d. Teve uma evolução emocional medíocre (ou regrediu).

3. Ampliação da experiência - Quanto mais se faz uma tarefa, seja ela simples ou complexa, mais a pessoa inteligente amplia a sua capacidade de fazê-la com sucesso. É a experiência, que indica quais são as habilidades, técnicas, jeitos de atuar mais relevantes e eficazes. Em todas as áreas de atuação a experiência tem grande valor e ela advém não apenas do trabalho em si e da contagem do tempo - é necessário que tenha havido uma progressão no nível de desafio. Experiência válida é fazer diferentes tarefas, vencer desafios mais significativos. No que diz respeito à sua experiência, pode-se dizer que em 2009:

 a. Ampliou significativamente sua experiência.
 b. Teve uma boa ampliação da experiência.
 c. Teve uma razoável ampliação da experiência.
 d. A ampliação da sua experiência foi medíocre (ou inexistente).

4. Nível de motivação - Sem motivação não dá para crescer em nenhuma carreira. É preciso acender a chama da motivação para as tarefas que se pretende realizar com sucesso - e preservá-la. Quanto à sua motivação, pode-se dizer que, em 2009:

 a. Cresceu ou manteve-se em nível excelente.
 b. Manteve-se em nível bom.
 c. Manteve-se em nível apenas suficiente.
 d. Decresceu ou manteve-se em nível baixo.

5. Evolução na empresa - De modo direto e sem maiores considerações, partindo-se das intuições mais sólidas, pode-se dizer que em 2009 a evolução de sua carreira na empresa foi:

 a. Excelente.
 b. Boa.
 c. Razoável.
 d. Sofrível.

6. Resultados na função - Quem traz resultados ganha reputação, amplia sua empregabilidade e promotibilidade. Pode-se dizer que seus resultados, em 2009, foram:

 a. Excelentes.
 b. Bons.
 c. Razoáveis.
 d. Medíocres.

7. Nível de reconhecimento - Reconhecimento tem a ver não só com seu empenho e seus resultados, mas também com outros fatores, como os subjetivos ingredientes políticos. Havendo excelente desempenho sem reconhecimento, em termos práticos a performance boa não conta para efeito de crescimento na carreira. Muitas vezes, quando essa circunstância se apresenta, é melhor mudar de emprego. Pode-se dizer que o reconhecimento que você conquistou em 2009 foi:

 a. Excelente.
 b. Bom.
 c. Razoável.
 d. Medíocre.

8. Ampliação do network - Os seus contatos pessoais (o network) poderão ter influência positiva em sua carreira, seja por dar indicações, seja por prover suporte, seja por sustentar sua reputação. O natural é que a rede de relacionamentos cresça, dando suporte cada vez maior à carreira. Pode-se dizer que sua rede de relacionamentos, em 2009, teve crescimento:

 a. Excelente.
 b. Bom.
 c. Razoável.
 d. Fraco ou insuficiente.

9. Credenciais - Credenciais são diplomas, certificações, históricos profissionais, experiências que habilitam uma pessoa a ocupar uma posição. São de extrema relevância na evolução da carreira e o profissional deve buscar sua permanente ampliação. Pode-se dizer que, em 2009, o crescimento de suas credenciais foi:

 a. Excelente.
 b. Bom.
 c. Razoável.
 d. Fraco ou insuficiente.

10. Remuneração - A remuneração não é tudo, mas é uma parte essencial da carreira. Remuneração estagnada - exceto se ela já estiver no topo - é sintoma de que há algo errado no desempenho do profissional ou em sua estratégia. O crescimento de sua remuneração, em 2009, foi:

 a. Excelente.
 b. Bom.
 c. Razoável.
 d. Medíocre ou inexistente.





Nenhum comentário:

Postar um comentário